Castanhal tem destaque no Inspiramais

1157

Presente em outras edições do salão de design Inspiramais, que abre em São Paulo nesta terça dia 13, desta vez a Castanhal Companhia Têxtil, em sintonia com o tema Sincronia, ganha destaque.  Vai ter estande próprio, apresentando lançamentos com a fibra de juta como a Tela V7. O produto, com trama e urdume com o fio 7 lbs, promove um tecido mais uniforme e fechado, mais adequado para a impressão de estampas, menor desfiamento ao corte, toque mais suave e que viabiliza o desenvolvimento de artigos mais elaborados e recortados para uso em cabedais.

A estilista Flavia Aranha é uma das designers a trabalhar com Juta Castanhal, levando o produto à SPFW 47. Em 2019 foram feitos investimentos industriais para ampliar a produção de telas em juta com a aquisição de teares para atender aos segmentos que, cada vez mais, se interessam por matérias-primas sustentáveis, vegetais e procedentes da Amazônia.

“A Tela V7 é um lançamento que busca atender as exigências dos clientes de um dos segmentos mais importantes da indústria, o calçadista, que busca, a cada estação inovação, matérias-primas sustentáveis e ao mesmo tempo tecnológicas. Além disso, nosso portfólio de produtos é focado em artigos sustentáveis e ecologicamente corretos, esse é o DNA da Castanhal”, diz Mauricio Vasques, gerente comercial e marketing da empresa sediada no Norte do país.

Em seu estande, também estarão fios engomados mais lineares, com menor pilosidade, mais maleáveis e com melhor desenrolamento. E, para reforçar a ampliação da coleção de fios fantasia com a fibra de juta, a Castanhal apresenta a diversidade de títulos e misturas com outras fibras, como algodão reciclado, multifilamentos e fio de lurex ouro e prata.

A juta é cultivada por milhares de famílias ribeirinhas que vivem economicamente do seu plantio, que é totalmente integrada ao Bioma Amazônico: é plantada nas áreas de várzea dos rios Solimões e Amazonas, não provoca desmatamento, nem queimadas, sua fibra é natural, orgânica, biodegradável, ou seja, 100% sustentável e contribuindo para a manutenção da Floresta Amazônica.

A Castanhal oferece ao mercado produtos ecologicamente corretos, disponíveis em fibra cardada, fios de diversas espessuras, telas lisas, coloridas e estampadas, além da tradicional e reconhecida sacaria para embalo de grãos. Durante o plantio, não são utilizados agrotóxicos, herbicidas ou fungicidas, a adubação natural é feita pelo húmus deixado pelas cheias dos rios amazônicos. O amaciamento da fibra de juta é realizado com óleos vegetais de Palma.

Alunos do Senai expõem criações com fibra de juta

 

O salão Inspiramais vai  sediar o resultado da parceria Castanhal e  SenaiAI- Cetiqt, que desenvolveram em 2019 um laboratório de experimentação para utilização dos tecidos feitos com a fibra de juta para o vestuário do dia a dia, apresentando soluções sustentáveis, ecológicas e 100% biodegradáveis para o universo da moda.

O concurso Juta – Fibra Sustentável na Moda lançou o desafio aos alunos para criar ideias inovadoras com o uso da juta e transformar em peças versáteis, práticas, funcionais e atraentes, oferecendo sustentabilidade na moda, de forma amazônica.

A exposição com os sete looks das duplas finalistas terá um espaço exclusivo no Inspiramais, com destaque para a dupla vencedora, formada por Amanda Brêtas e Flavia Tampeli, que ganharam uma viagem para visitar a fábrica da Castanhal no Pará e conhecer um pouco mais sobre o processamento da juta, do plantio ao produto final. Os demais finalistas foram: Maria Clara Brodbeck e Thalita Costa (2º lugar); Pedro Louzada e Joana Litiman (3º lugar); Gustavo Souza e Karine Mello; Daniel Gomes e Larissa Alves;João Carvalho e Thaynara Bragança; e Arad e Gabriel Dau.

Flavio Junqueira Smith, diretor-presidente da Juta Castanhal, declara: “Acreditamos que as fibras naturais são as que melhor conseguem atender ao desafio da economia circular. Sustentabilidade é nosso DNA, é prática diária no relacionamento com a comunidade em torno do plantio da juta. Acreditamos que o ser humano e a natureza são um organismo único e interdependente e que a economia circular é a melhor forma de produzir, consumir, reutilizar e assim buscar a perpetuação de nossa marca”.

Diz ainda  que “a Castanhal é a maior empresa de soluções em juta e inserida na economia circular das Américas. Essa é a nossa paixão, por isso investimos constantemente em pessoas, processos produtivos, novos usos e aplicações de fibras naturais, parcerias e comunidades do entorno”.