FERNANDO PEDROSO
FOLHAPRESS – Continua a ofensiva elétrica no mercado de carros brasileiro e as marcas chinesas estão mesmo decididas a investir nessa tecnologia. Depois da Jac anunciar cinco modelos, agora foi a Caoa Chery que lançou o seu primeiro veículo movido a eletricidade.
Trata-se do Arrizo 5e, sedã médio que é vendido em sua versão 1.5 turbo flex de até 150 cv por R$ 67.790. Sua versão elétrica começa a ser vendida por R$ 159.900 para empresas, como locadoras ou outras interessadas em eletrificar a frota. Ao público geral, chega nas lojas em janeiro.
O sedã tem um motor elétrico de 90 kW (equivalente a 122 cv) com baterias com capacidade de carga de 53,5 kWh. Com uma carga completa, a marca diz que o Arrizo 5e anda até 322 km. O seletor de marcha é um botão rotativo fazendo o papel que faria a alavanca de câmbio em um carro a gasolina.
O tempo estimado de carregamento das baterias é de até uma hora em sistema de carga rápida, de até oito horas em sistema instalado na casa do cliente e de até vinte horas com cabo emergencial em tomada de três pinos.
Visualmente, a versão elétrica do Arrizo é identificada principalmente pela frente, com a grade fechada por causa da tampa do carregador. Como o motor elétrico não demanda refrigeração forçada, a peça não afeta o desempenho.
Por dentro, chama a atenção a tela de 10 polegadas que reúne informações do gerenciamento de energia, central multimídia, dados do ar-condicionado, entre outros. Os botões que comandam o refrigerador de ar se misturam com os do rádio no mesmo conjunto abaixo do tablet.
O Arrizo elétrico existe na China, onde é fabricado, desde 2017 e a Chery diz que foram vendidas mais de 6.000 unidades. O Brasil é o primeiro mercado fora do país sede da marca a receber o modelo.