Franciele Lima

Andressa Katriny/CMCO juiz federal Sérgio Moro é o responsável pelas deliberações da Operação Lava Jato, o esquema de lavagem de dinheiro, em que estão envolvidos o doleiro paranaense Alberto Youssef e o ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. A série de escândalos, denúncias e suspeitas de desvio de dinheiro da Petrobras tem tomado conta dos noticiários. A cada novo depoimento, uma nova informação é divulgada e choca ainda mais os brasileiros.

Com as investigações concentradas em Curitiba, cada fato novo repercute como uma bomba no caso. O trabalho do juiz federal Sérgio Moro, que sempre atuou na cidade, está na mira dos acusados do chamado “Petrolão” (nome dado ao caso, em alusão ao famoso mensalão), já foi vítima de vários ataques, vindos da equipe de defesa do caso, que tinham como objetivo tirar a credibilidade do seu trabalho para julgar esse escândalo. Moro é titular da vara federal especializada em lavagem de dinheiro e crime organizado de Curitiba, e já atuou como auxiliar do STF, em 2012.

Diante do sério trabalho que Moro está desempenhado nessas investigações, o vereador Chico do Uberaba (PMN) encaminhou na Câmara de Vereadores de Curitiba um pedido de moção de apoio e solidariedade ao juiz que está comandando as investigações do escândalo da Petrobras. O pedido foi prontamente atendido. Nesta quarta, Chico fez uso da palavra no plenário da Câmara, para se manifestar sobre o escândalo da Petrobrás, o que considerou uma vergonha para o país. “É inadmissível um caso de corrupção como este, escancarado na mídia, mas sem o afastamento dos acusados. O Dr. Sérgio Moro merece nosso respeito, pois está trabalhando arduamente para trazer à tona esse esquema de lavagem de dinheiro. Qualquer ato contra seu trabalho deve ser repudiado e visa apenas desviar o foco da atenção do povo para o que realmente merece atenção, que é esse escândalo”, declarou o vereador.