A cidade de Blumenau, uma das mais atingidas pelos temporais em Santa Catarina, precisa de alimentos não-perecíveis, principalmente, para crianças.

A cidade de Blumenau, uma das mais atingidas pelos temporais em Santa Catarina, precisa de alimentos não-perecíveis, principalmente, para crianças, como leite em pó e achocolatados.

O governo do município pede ainda produtos de higiene pessoal, como fraldas descartáveis e absorventes.

Em comunicado, a prefeitura de Blumenau informou que a cidade ainda precisa de doações e que há lugar para estocar os produtos.

De acordo com a nota, a central de abastecimento, no momento, têm quantidade suficiente de roupas e de colchões.

O Diário Oficial da União desta segunda-feira trouxe publicado o decreto que zera temporariamente a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para as empresas que fizerem doações às vítimas de Santa Catarina.

De acordo com o Decreto nº 6.677, assinado na última sexta-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a medida será aplicada enquanto durar o estado de calamidade, decretado pelo governo estadual.

A finalidade é estimular as doações de empresários aos desabrigados e desalojados catarinenses por conta das enchentes.

Segundo a norma, devem constar nas notas fiscais de saída a redução de alíquota do IPI e o governo de Santa Catarina como destinatário.

No boletim da Defesa Civil, divulgado no último sábado, o número de mortos chegava a 122, e havia o registro de 29 desaparecidos.

A prefeitura de Blumenau (SC) deu início ao Cadastro Único do Cidadão Atingido. A idéia, de acordo com o comunicado divulgado no site do governo do município (www.blumenau.sc.gov.br), é atender às vítimas das enchentes que precisam de algum amparo da Defesa Civil e das Secretarias de Assistência Social, Regularização Fundiária e Habitação.

Cada morador deve enumerar os danos sofridos pelas casas além do tipo de apoio e de benefício que precisa.

Os documentos necessários para o cadastro são: carteira de identidade, CPF (caso a pessoa não tenha o cartão, levar o número) e título de eleitor do titular e das demais pessoas que moram na residência, cópia ou original do contrato de compra e venda ou escritura pública do imóvel e conta de luz ou água que comprove morar no local há mais de cinco anos.

Os postos para cadastramento vão funcionar durante toda a semana das 8h às 15h, na Praça do Cidadão do Garcia, no antigo fórum, no prédio do Pró-Adolescente, na Escola Básica Municipal Machado de Assis e na Escola Básica Municipal Francisco Lanser. Cada unidade vai atender a vítimas de diferentes localidades.