O Banco Central manteve nesta quarta-feira (19) a taxa básica de juros (Selic) em 6,50% ao ano.
Os juros estão no patamar atual desde março de 2018, quando o Copom (Comitê de Política Monetária) do BC encerrou o ciclo de cortes iniciado em 2016 e colocou a Selic em sua mínima histórica.
A divulgação de dados econômicos deste primeiro semestre, que indicam cenário de estagnação ou até recessão, além de queda na inflação, aumentou as apostas de que o BC iria sinalizar na reunião desta quarta cortes na taxa básica até o final do ano.
O BC tem afirmado, no entanto, que há fatores que devem ser considerados, como a frustração das expectativas sobre a continuidade das reformas econômicas.
Até a semana passada, as projeções do mercado, de acordo com a pesquisa Focus feita pelo BC, eram de três cortes de 0,25 ponto ainda neste ano, nas reuniões do Copom de setembro, outubro e dezembro. Com isso, a taxa fecharia 2019 em 5,75% ao ano.
A projeção para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2019 está em 0,93%, abaixo do verificado nos dois anos anteriores (1,1%).