O comércio varejista começa a se recuperar da recessão que atingiu o setor a partir de 2014

Depois de quatro anos de recessão, finalmente o varejo do Paraná e do Brasil teve aumento líquido no número de lojas. De acordo com levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), o saldo de aberturas e fechamentos de lojas com vínculos empregatícios no comércio do Paraná em 2018 foi positivo, com 762 novos estabelecimentos comerciais. Em 2017, foram registrados 951 fechamentos de empresas no Estado. Nos anos anteriores, o cenário estava ainda pior: em 2016, 8.309 lojas encerraram suas atividades, e em 2015 foram 9.643. O varejo nacional ganhou 8,1 mil novas lojas no ano passado e começa a reverter a redução sofrida entre os anos de 2015 e 2017, em que o setor acumulou fechamento líquido de 223 mil estabelecimentos comerciais por conta da recessão. A abertura de novos empreendimentos está relacionada à recuperação da atividade econômica. O varejo paranaense apresentou em 2018 o primeiro aumento real no volume de vendas desde o início da crise, em 2014.