A instituição que gere o atletismo a nível mundial estendeu um banimento imposto sobre a federação de atletismo da Rússia após um escândalo de doping.

A Associação Internacional de Federações de Atletismo, ou IAAF na sigla em inglês, tomou a decisão em uma reunião de conselho realizada no domingo em Mônaco.

A IAAF afirmou que a Rússia assumiu os custos da monitoração do cumprimento das leis antidoping, atendendo a uma das condições para a reintegração do país.

No entanto, o órgão internacional afirmou que decidiu manter o banimento, já que a análise dos dados fornecidos por um laboratório em Moscou para a Agência Mundial de Antidoping ainda não foi finalizada. Havia sido constatado que o laboratório estava envolvido no ocultamento de casos de doping.

A Associação se absteve de comentar uma recente evolução do caso, reportada pela mídia do Reino Unido, na qual dois treinadores e um médico na Rússia ainda estariam trabalhando com atletas apesar de terem sido banidos por doping. A IAAF afirmou que um órgão independente, responsável pela supervisão das questões relativas à integridade, irá investigar as alegações.

Com NHK