As “novas caras” do Congresso já mostram ao que vieram

1401
Deputado do Rio de Janeiro quer proibir o uso e comercialização de anticoncepcionais. Novo Congresso mostra que mudar nem sempre equivale a melhorar

O Congresso Nacional começou suas atividades na última sexta-feira e as votações começaram na última segunda-feira, mas já surgiram duas pérolas que mostram que mudar não significa melhorar. O primeiro projeto apresentado em 2019 quer tornar a Bíblia como patrimônio cultural do Brasil e agora surge outro, de um deputado do Rio de Janeiro que não vale nem a pena ser citado, que quer proibir a comercialização e o uso de anticoncepcionais.