Balé de uma cidade em que 0,4 por cento de sua população estuda dança, concurso de curta metragens em que o Paraná está selecionado, exposição de fotos, shows em dois palcos, entre outras atrações, compõem a programação artística do Dragão Fashion Brasil Festival, que comemora vinte anos na edição agendada de 14 a 18 de maio, em Fortaleza.

Considerado o maior encontro da moda autoral da América Latina, o DFB Festival festejará aniversário nas areias do Aterro da Praia de Iracema. Pela primeira vez, o coração de Fortaleza recebe o evento, que projeta mais de 27 mil m² de estrutura, que receberão 36 desfiles, quatro balés, vinte shows, oito palestras, quatro workshops, sete bares, 14 restaurantes e uma feira com foco em economia criativa, com 60 expositores.

Idealizador e diretor do DFB Festival, Claudio Silveira, chama esse espaço na área de Cidade Autoral. E recorda: “Ainda que de maneira inconsciente, o Dragão (como o evento se chamava quando foi criado, em 1999) já pavimentava a estrada na qual veio a traçar essa longa jornada, unindo várias formas de expressão cultural em torno da moda”.

A instalação da megaestrutura coincide também com as ações de fomento ao design e criatividade, desenvolvidas pela prefeitura de Fortaleza, através do Distrito Criativo Iracema. Toda a programação é gratuita.

No dia 14, o Museu da Fotografia de Fortaleza apresenta a exposição Grandes Olhares, montada exclusivamente para o DFB, reunindo imagens, entre outros ícones, de Richard Avedon, Man Ray, Otto Stupakoff, Luiz Tripoli, Horst P. Horst (autor da foto fashion de 1939 O Corset Mainbocher, recriado por Madonna, no videoclipe da música Vogue, de 1990), Milton Greene e Leo Faria. Na abertura, haverá performance de modelos usando peças da coleção A Hora do Brasil, apresentada neste ano no consulado brasileiro em Londres. Coordenada por Jum Nakao para o Senac/CE, a coleção foi feita por vinte criadores durante o DFB de 2012. Na Cidade Autoral, estarão exposições do estilista David Lee e imagens do próprio evento desde que se chamava Dragão Fashion.

Em 2019, realça Claudio Silveira, o DFB Festival realiza um desejo antigo: a mostra competitiva de curta-metragem, reunindo profissionais, alunos e apaixonados por moda autoral. Tendo o universo das praias como temática, a 1ª Mostra DFB MoveModa terá 26 vídeos de representantes do Ceará, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Paraná, Maranhão, Sergipe e Bahia. Os curtas-metragens serão exibidos individualmente, na abertura dos desfiles. E concorrem a dez mil reais em prêmios, distribuídos nas categorias Fashion Film Independente do Ano, Pensamento Crítico, Inovação em Linguagem e Talento Estudantil.

Para o encerramento, dia 18, está agendado o balé da Escola de Dança de Paracuru, cidade cearense com pouco mais de trinta mil habitantes. Seu orgulho: 0,4 por cento da população dança. “Percentualmente, é a maior população de bailarinos do país”, proclama a escola, responsável ´por essa façanha. No palco do DFB Dança, estarão também a Cia Madiana Romcy, Academia Vera Passos e a Edisca- Escola de Dança e Integração Social para Criança e Adolescente.

Na praia da música, haverá shows diários sendo Marcelo Jeneci a atração principal. No quesito livros, o maquiador Fernando Torquatto autografa álbum de fotos  no Auditório Senac, onde haverá talkshows e mesas redondas do Dragão Pensando Moda. A programação musical e de desfile é gratuita, com censura 12 anos, mas pais poderão deixar as crianças em uma unidade do Eco Clube.