A 16ª Rodada de licitação de blocos exploratórios de petróleo e gás, sob regime de concessão, recebeu a inscrição de mais cinco empresas, dentre elas a alemã Wintershall e a portuguesa Petrogal, informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Também foram inscritas a brasileira Enauta, a norte-americana Murphy e a malaia Petronas, de acordo com publicação da agência reguladora no Diário Oficial da União desta terça-feira.

A Petrogal, controlada pela Galp, já é uma importante parceira da Petrobras e grande produtora de petróleo no pré-sal.

Já a Wintershall retornou ao país no ano passado, ao arrematar sete áreas exploratórias, e disse recentemente à Reuters que está em busca de novas oportunidades de negócios no país.

As empresas se somam à lista de 12 companhias já inscritas para a concorrência, incluindo a Petrobras e gigantes como Exxon, Shell, Equinor, Total e CNOOC.

O leilão está marcado para 10 de outubro e vai oferecer 36 blocos nas bacias sedimentares marítimas de Pernambuco-Paraíba, Jacuípe, Camamu-Almada, Campos e Santos, totalizando 29,3 mil km² de área.

Das 17 inscritas, a ANP ressaltou que apenas a Petrobras e a Enauta são brasileiras. Além disso, delas, somente a Petronas não tem contrato para exploração e produção de petróleo e gás natural no Brasil.

A inscrição para a rodada é obrigatória e individual para cada interessada, mesmo para aquelas que pretendam apresentar oferta mediante consórcio.

Fonte: Reuters