Brasil e Alemanha assinaram acordos de cooperação técnica e financeira para incentivar o desenvolvimento sustentável, com aporte de 81,9 milhões de euros por ano pelo governo do país europeu, informou nesta segunda-feira o Ministério da Agricultura.

De acordo com nota da pasta, 40,4 milhões de euros serão destinados a projetos vinculados à agropecuária sustentável.

A maior parte dos recursos irá para o incentivo à bioeconomia (14 milhões de euros), enquanto proteção florestal, recuperação ambiental e reflorestamentos na Mata Atlântica receberão 13,1 milhões.

A Amazônia, cujas queimadas e aumento no desmatamento registrados neste ano causaram grande clamor internacional, receberá diretamente 7,5 milhões de euros, destinados à inovação nas cadeias produtivas da agropecuária da região, informou o ministério.

Segundo a nota, 5,8 milhões de euros serão destinados a atividades de implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Os acertos ocorreram em reunião entre representantes dos dois países em Bonn, na Alemanha, entre 27 e 29 de novembro.

Fonte: Reuters