O Paraná é o único representante brasileiro em um grupo de trabalho da OCDE que auxiliará alguns governos subnacionais a atingirem os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela ONU

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social (Cedes) assinou termos de compromisso com vários órgãos do Governo e entidades privadas para implementação paulatina dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que são os compromissos assinados pelos países-membros das Organizações das Nações Unidas (ONU), inclusive o Brasil. Os envolvidos na parceria são a Fomento Paraná, o Detran, o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), agências vinculadas à Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e uma organização maçônica.

O Paraná é pioneiro na implementação regional da Agenda 2030 e é o único Estado brasileiro a trabalhar em conjunto com a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para concretizar a missão de dirimir desigualdades e integrar crescimento econômico com respeito ao meio ambiente. A missão internacional vai analisar o engajamento paranaense na causa em um ano e vai emitir um relatório de aperfeiçoamento de gestão.

Com a assinatura dos termos de compromisso, as entidades se comprometeram a apoiar publicamente os ODS em canais oficiais, difundir e incentivar a Agenda 2030 nas rotinas internas, provocar outras instituições a incorporar as ações, contribuir com o Estado para alcançar resultados robustos na próxima década e centrar as ações no binômio desenvolvimento social/econômico responsável.

Esses termos de compromisso fazem parte da estratégia Paraná de Olho nos ODS, que propõe a integração de atores do Estado e da sociedade civil para articular iniciativas que atendam todos os objetivos, incluindo os aspectos “promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis” e “fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável”.

A estratégia tem como foco projetos de qualificação de informações para o planejamento, monitoramento, avaliação e controle das políticas públicas, além de apoio às iniciativas municipais.

“O Paraná foi escolhido entre nove regiões na estratégia regional da OCDE justamente pela capacidade de integração de diversos atores sociais” destacou Segundo a vice-presidente do Cedes, Keli Guimarães

Segundo a vice-presidente do Cedes, Keli Guimarães, o Paraná foi escolhido entre nove regiões na estratégia regional da OCDE justamente pela capacidade de integração de diversos atores sociais. “Nós já fomos procurados pela Presidência da República para contar com a cooperação com a OCDE e somos os únicos a ter essa parceria no País, além do Tribunal de Contas da União e do Ministério da Educação. Temos como característica essa capacidade de atrair parcerias para efetivar os objetivos”, afirma.

O Paraná também é pioneiro no envolvimento das cidades com os ODS, com 249 dos 399 municípios e 16 das 19 associações regionais municipais já pactuados com o Cedes. O intuito é completar a lista até o fim de dezembro. A iniciativa, inclusive, já foi alvo de premiação da ONU.

Com fotos de Jaelson Lucas