Já me basta o noticiário para me dar calafrios e aumentar meus batimentos cardíacos, portanto, prefiro ficar longe de filmes de terror. Mas diante do trailer de A Morte Te Dá Parabéns 2 antevi que poderia assistir sem susto. E tal ocorreu: o filme, estreante desta quinta-feira 21, é divertido. É sádico, principalmente diante de uma inusitada versão de “a escolha de Sofia” – quem será entregue para a morte, a mãe encantadora ou o namorado bonitão (Israel Broussard)? Mas até nisso, ou por isso, o roteiro revela-se bem engendrado.

Deve ser interessante para quem viu o primeiro filme. Contudo,  não há necessidade. A sequência é independente ainda que remeta à outra história. Agora o que se tem é uma ficção científica (os nerds devem amar), com um enredo trabalhoso para a edição/montagem, pois são muitas mortes para uma pessoa só.

Essa é a história de Tree (Jessica Rothe), estudante de um campus universitário que  precisa se suicidar onze vezes para não ser assassinada por uma pessoa mascarada. E, a cada vez que morre, acorda no mesmo dia, na mesma cama, passando por tudo novamente. Esse seu novo pesadelo acontece dois anos após reviver o dia de sua morte em seu aniversário (daí o título).

Tudo parece crer que o 2 é o filme definitivo, porém, como o gênero sempre vem com sequência, o roteirista vai ter que rebolar muito para engendrar o terceiro ramo dessa árvore.