Acontece, nesta quinta-feira, o lançamento nacional do novo filme do diretor curitibano Paulo Biscaia Filho: Virgens Acorrentadas (Virgin Cheerleaders in Chains), um mix de terror e comédia, produzido e rodado nos EUA. Além de três salas em Curitiba (Espaço Itaú Crystal, Cineplus Jardim das Américas e Xaxim), entra em cartaz em Ponta Grossa e Londrina. E estreia também em nove cidades de São Paulo, Rio, DF, Santa Catarina, Goiás e Piauí.
Ao estilo filme B, o roteiro, do americano Gary McClain Gannaway, vale-se de metalinguagem: uma jovem equipe de filmagem vai trabalhar em um terror de baixo de orçamento em uma mansão sinistra, mas uma família de assassinos sádicos reescreveu a trama. E que era para ser ficção torna-se uma terrível tortura.
Paulo Biscaia Filho notabilizou-se no teatro com a companhia e produtora Vigor Mortis, cuja referência é o Teatro Grand Guignol, caracterizada por encenações sanguinolentas. Assim, no filme estreante a comicidade é garantida por cenas cruas e cruéis, como a de uma sopa de cadáver.
Filmado em Austin, no Texas, durante 18 dias de 2016,Virgens Acorrentadas tem elenco liderado por Elizabeth Maxwell, Kelsey Pribilski, Ezekiel Swinford e Don Daro. Mas cenas adicionais foram feitas no Brasil, com atores da Vigor Mortis.
Depois de Nervo Craniano Zero e Morgue Story – Sangue, Baiacu e Quadrinhos, este é o primeiro longa-metragem internacional de Paulo Biscaia Filho, que conheceu o roteirista Gannaway em um festival de cinema nos EUA. No final de 2017, Gary veio a Curitiba para participar do festival Grotesc-O-Vision, onde o filme teve sua primeira exibição mundial.