O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, defendeu nesta segunda-feira (19) a candidatura conjunta com o Paraguai e a Argentina para sediar a Copa do Mundo de 2030.    Junto com Vázquez, os líderes da Argentina, Mauricio Macri, e do Paraguai, Horacio Cartes, se encontraram em Montevidéu para uma reunião, onde discutiram a candidatura integrada. De acordo com o mandatário uruguaio, a “região do Rio da Prata” tem capacidade de organizar uma grande Copa do Mundo.

“Não há nada que permitam os dirigentes do futebol mundial afirmarem que não há condições de se realizar na região o campeonato. Acreditamos que é justo que esse Mundial de 2030, possa ser organizado entre Argentina, Paraguai e Uruguai”, disse Vázquez.

Na reunião foram apresentados também duas sugestões de logotipos, criados pelo governo argentino, para serem utilizados no Mundial.

Sobre a concorrência de “outros países muito poderosos”, o presidente uruguaio relembrou que nenhum deles foram sede da primeira edição do Mundial, em 1930.

A edição de 2030 será a 100ª da Copa do Mundo, e apesar de não confirmada, na corrida para sediar a competição poderá estar a China, Inglaterra e uma candidatura conjunta de 10 países asiáticos.

Ansa