Shopping São José tem fluxo mensal de mais de 590 mil clientes

 Patrícia Vieira

 O Shopping São José, localizado na cidade de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, é uma mescla de modernidade, pois possui tudo que os shoppings das grandes cidades têm como cinemas, restaurantes, serviços e lojas dos mais diversos segmentos, mas também a preocupação com os moradores e com produtores locais, como nas cidades de interior, um exemplo disso é o programa de comercialização de frutas e verduras, espaço cedido para Cooperativa de Agricultores de São José dos Pinhais.

O Shopping que completa 9 anos no mês de setembro possui 53 mil m² de área construída, 150 lojas, 20 opções de alimentação, mil vagas de estacionamento, quatro lojas âncoras e duas mega lojas.

Mesmo com a crise econômica e o fechamento de algumas lojas o saldo é positivo, pois desde janeiro já são 9 lojas inauguradas, 4 quiosques e expectativa de inaugurar ao menos mais seis lojas até o fim do ano.

DI&C: Como surgiu a ideia de criar o primeiro grande shopping da Região Metropolitana de Curitiba?

Gruber: Quando decidiu encerrar as atividades do hospital psiquiátrico que mantinha no terreno da Rua Izabel A. Redentora, no centro de São José dos Pinhais, Salomão Soifer pensou que poderia ser uma boa ideia construir um shopping na Região Metropolitana. Ele conta que naquela época, em suas passagens pelo aeroporto sempre sondava os taxistas sobre a falta de um shopping e opções de lazer na região.

O Grupo Soifer já possuía amplo conhecimento do mercado, com anos de atuação no Shopping Mueller, Shopping Mueller Joinville e Rio Sul, no Rio de Janeiro. No entanto, foi somente depois de pesquisas e estudos que comprovavam o potencial da região para receber o empreendimento, que a ideia saiu do papel.

DI&C: Quantas lojas e marcas podem ser encontradas no Shopping São José? Quais os serviços oferecidos no local?

Gruber: Hoje contamos 118 lojas, com destaques para Lojas Americanas, Renner, Centauro e Cinemark como âncoras, e Riachuelo e Livrarias Curitiba, como mega lojas. Além disso, o São José conta com 20 quiosques, com venda de produtos, serviços e opções de gastronomia. Na área de alimentação, são 20 operações, entre elas Madero, Mc Donald’s, Burguer King, Subway, Babilônia e Oven.

E entre os serviços, destacam-se: lotérica, ponto de atendimento e laboratório Unimed, clínica de diagnósticos CEDIP, lava car, casa de câmbio, centros de beleza e estética como Princess Hair, Não + Pelo e Beauty Faces.

DI&C: Existe a previsão da chegada de novas marcas e instalação de novas lojas? Quais?

Gruber: Existem muitas negociações em andamento e a expectativa é de inaugurar ao menos mais seis novas lojas esse ainda ano.

DI&C: Quantos clientes circulam pelo Shopping mensalmente?

Gruber: A média de fluxo mensal é de 590 mil clientes.

DI&C: O Shopping possui projetos de responsabilidade socioambiental? Quais?

Gruber: Tivemos um projeto aprovado em um Edital da Copel de eficiência energética, e realizamos a troca de 100% das lâmpadas do Shopping por LED, o que reduziu muito o consumo de energia.

Também fazemos a seleção e destinação correta dos resíduos produzidos pelo Shopping e suas lojas. E ainda, para os clientes e todos os frequentadores do Shopping, disponibilizamos um papa-pilhas e realizamos eventos de adoção de animais, em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente.

DI&C: Em 2016 o Shopping criou o espaço Vitrine de Ideias. Como funciona? De que maneira os clientes podem participar?

Gruber: O Vitrine de Ideias surgiu com o intuito de promover eventos voltados ao público adulto, por entender uma carência de eventos e cursos para essa faixa etária no município. O espaço foi inaugurado em fevereiro de 2016 e até dezembro do mesmo ano contou com 38 eventos de diferentes temas e um público de aproximadamente 950 participantes. Os eventos são gratuitos, com inscrições através de link disponibilizado no site, pelo telefone 3035-1500 ou presencialmente no SAC do Shopping. Todos os meses a programação traz temas diversos que abordam maternidade, moda, empreendedorismo, saúde, e ainda degustações.

DI&C: Em março, através de uma parceria com produtores locais o Shopping São José lançou um projeto inédito de comercialização de frutas e verduras. Como está sendo a receptividade dos clientes com o espaço?

Gruber: Esse é um projeto que temos muito carinho. Queríamos oferecer mais essa opção aos nossos visitantes, mas de forma que não prejudicasse os produtores locais. Preparamos então um espaço e cedemos para a Cooperativa de Agricultores de São José dos Pinhais. Os produtos são muito frescos, colhidos sempre na véspera, e os preços muito atrativos. O cliente sai ganhando e o agricultor também, já que agora tem um ponto de venda direta, onde consegue ter uma margem de lucro maior. A Horta São José funciona nas quintas e sextas-feiras das 11h às 19h, no Piso L2.

DI&C: Nos últimos anos o Brasil vem enfrentando uma séria crise econômica, o faturamento do Shopping foi influenciado pela crise?

Gruber: Sem dúvidas 2016 e 2017 tem sido anos desafiadores para empresários de quaisquer ramos de atividades, no entanto o Shopping não sofreu um impacto tão negativo. Tivemos meses ruins e outros muito bons, o que manteve a balança equilibrada. Tivemos algumas lojas que fecharam, mas as negociações continuaram promissoras e desde janeiro de 2017 já são 9 lojas inauguradas e 4 quiosques, com destaque para Panvel, Quem Disse, Berenice?, Giraffas, Oven Pizzaria e Motorola.

DI&C: O Grupo Soifer tem intenção de construir shoppings no modelo do São José em outras cidades da RMC?

Gruber: Por enquanto não existe nenhum projeto a esse respeito.

DI&C: Quais as expectativas e projetos do Shopping São José para 2017?

Gruber: Esperamos ter ainda outras inaugurações de lojas até o final do ano, com marcas de importância nacional e local entrando para o mix. E também temos uma vasta programação de eventos e ações e esperamos que movimentem os corredores e impactem positivamente a venda dos nossos parceiros lojistas.

José Alcir Gruber, superintendente
do Shopping São José

Perfil

Fundação: 26 de setembro de 2008

Área de atuação: Shopping Center

Local de atuação: São José dos Pinhais

Localização: Rua Izabel A. Redentora, 1434, Centro, São José dos Pinhais

Proprietários ou acionistas: Grupo Soifer

Funcionários: 190

Projeção de crescimento para 2017: 8,0% – em junho o crescimento registrado foi de 7%.

História/resumo:

O Shopping São José foi idealizado pelo Grupo Soifer. Uma empresa com mais de 30 anos de mercado, responsável por empreendimentos de sucesso, entre os quais: o Shopping Mueller em Curitiba e Joinville, e o Rio Sul no Rio de Janeiro.

No dia 27 de outubro de 2007 foi realizada uma festa de lançamento do Shopping São José, com um show da cantora Marina Lima. Quase um ano depois, no dia 25 de setembro de 2008 aconteceu a festa de inauguração do empreendimento, que no dia 26 de setembro do mesmo ano, já se encontrava de portas abertas ao público.

Localizado no coração de São José dos Pinhais, o shopping São José conta com 53 mil m² de área construída, 15,7 mil m² de área bruta locável, 150 lojas, 20 opções de alimentação, mil vagas de estacionamento, quatro lojas âncoras (Americanas, Renner, Centauro e Cinemark) e duas mega lojas (Riachuelo e Livrarias Curitiba).

O Shopping São José nasceu com o intuito de proporcionar conforto, facilidade e aproximar a população da região metropolitana das melhores experiências em compras, entretenimento e gastronomia.

São dois pisos de lojas amplas e confortáveis, projetadas para que ocorra a entrada permanente de luz natural, proporcionando assim um clima agradável, alegre e convidativo. Além disso, sua localização também é privilegiada, está situado em uma região de fácil acesso, a 5 minutos do Aeroporto Internacional Afonso Pena, da BR-277 (que leva aos Portos de Antonina e Paranaguá e ao litoral paranaense) e BR-376 (principal corredor entre Curitiba, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

Leia Também: