Um espaço em comunhão com a natureza. Assim é definido o ambiente que o paisagista Alexandre Furcolin apresenta esse ano na CASACOR São Paulo 2018. O ambiente Refúgio Urbano foi idealizado e conceituado em conjunto com a designer de interiores, Marina Linhares. Sob o tema Casa Viva, o evento deste ano ressalta que a casa funciona, cada vez mais, como um porto físico, espiritual e mental.

O espaço de 400m² funde, de maneira inequívoca, o paisagismo e a decoração na natureza existente, que foi potencializado com o trabalho do escritório. Sob a sombra de árvores existentes e preservadas no refúgio, a proposta é abraçada por uma vegetação rica e luxuriante, basicamente composta por espécies “amigas da sombra” onde há: calatheas, mazanthas, aglonomenas e outras forrações, além de palmeiras delicadas, criando uma sensação de estar “vivendo na mata”.

O recurso do deck suspenso foi executado em madeira de floresta renovável e grades metálicas, o que permite ao visitante “passear” por todo o espaço, observando e interagindo com a natureza de um ângulo diferente, preservando o paisagismo implantado.
Outro destaque é um espelho d’agua com a divertida fonte, denominada “La Fontana del Larvoro”, executada com as peças de descarte da obra, assim homenageando os trabalhadores envolvidos. No espaço, um dos elementos centrais é o pátio do convívio, onde há redes, feitas por artesãos sul mato-grossenses que serão “aquecidas” por uma lareira externa, assim os visitantes são convidados a interagir com a mata.

O jardim conta com um sistema de irrigação automatizada, que “pulveriza”, como fog, de “tempos em tempos”, aproximando mais os visitantes da realidade da umidade existente nas florestas. Já a Iluminação fica por conta de leds de 12 volts, uma tendência no paisagismo, pois alia economia a segurança.Alexandre acredita que sua participação no conceito “Refúgio Urbano” representa toda a filosofia que ele e seu escritório seguem: “Nossos jardins são verdadeiros palcos de interação com a natureza”, finaliza o paisagista.