O Festival Internacional de Percussão de Curitiba, que mescla o ensino, performance,  pesquisa e formação de plateia, começa na segunda dia 16. Músicos da Argentina e EUA estão entre os convidados. Em sua segunda edição, o FIP acontece durante sete dias com shows no Teatro Londrina/ Memorial da Cidade, às 19h30. Ingressos ao preço simbólico de dois reais; palestras e oficinas são gratuitas.

O Teatro Londrina receberá sete shows, abrindo com o Duo Desvio (Leonardo Gorosito e Rafael Alberto). Seguem-se: Pandeirada Brasileira (Marcos Suzano, Caíto Marcondes e Vina Lacerda), duoUM2UO ( Luís Fernando Diogo e Vinícius Portes), Duo Clavis ( Marcello Casagrande ao vibrafone e pianista Mateus Gonsales).

No dia 20, a atração é o Grupo de Percussão da Patagônia (Criado em 1999 por Angel Frette, e sediado no Instituto Universitário Patagónico de Artes, se dedica ao repertório de música de câmara para percussão). O californiano  Hands On’ Semble, inovador grupo de percussão dos  EUA , toca dia 21 e na véspera, às 13h30, dão oficina no Conservatório de MPB.

No domingo dia 22, às 12h,  show do curitibano Mano a Mano Trio, formado por Sérgio Albach (clarinete),Glauco Sölter (contrabaixo) e Vina Lacerda (percussão), dono de  sonoridade peculiar. Antes, às 11h, tem Curimba Treme Terra  e, às 14h30, Sarau do Julião Boêmio, no Espaço Carmela (Rua Dr. Claudino dos Santos,  72. Entrada a dez reais), encerrando o festival.

 Os cursos, palestras e oficinas acontecem no Conservatório de MPB e no Teatro Londrina . Nas regionais de Curitiba, haverá seis shows com o  Lapercutório Coletivo e duas oficinas ministradas por Denis Mariano e Carlos Ferraz.

O festival é uma idealização de Vina Lacerda com produção de Design Próprio e incentivo municipal de cultura.