Mocidade Azul leva tema polêmico para a avenida e é a grande campeã do carnaval

412

Curitiba já conhece a escola de samba vencedora do carnaval 2018. O resultado anunciado no domingo (11/02) aponta a Mocidade Azul como a grande campeã. A notícia fez explodir a emoção entre a torcida que tomou conta do Memorial de Curitiba, local da apuração das notas. Em segundo lugar ficou a Acadêmicos da Realeza, seguida pela Imperatriz da Liberdade.
Encerrando o desfile, na madrugada de domingo, a tetracampeã Mocidade Azul criticou na avenida a crise, a falta de ética e a corrupção com o enredo “Quem canta seus males espanta. Onde está o dinheiro? Quem foi o gato que comeu?”. A Escola totalizou 179,2 pontos.
Vice-campeã, a Acadêmicos da Realeza recebeu 178,8 pontos. A escola fez uma homenagem ao apresentador Chacrinha, com o enredo “Ó Terezinha Ó Terezinha, é um barato o centenário do Chacrinha”.

A Imperatriz da Liberdade, primeira escola a desfilar no grupo especial, ficou em 3.º lugar, 176,2 pontos. A agremiação levou para avenida o enredo “Na ginga da capoeira a Imperatriz sacode a poeira”, homenagem à dança que é um dos maiores símbolos da cultura afro-brasileira.
Com o enredo “Peabiru – Yvi Mara’ey, eu vou pelo caminho do Sol”, a Leões da Mocidade ficou em 4.º lugar com 171,5 pontos. A escola teve redução de três pontos por desfilar com número inferior ao exigido na Ala das Baianas.
Em 5.º lugar, com 162,4 pontos, ficou uma das mais antigas agremiações carnavalescas de Curitiba, a Embaixadores da Alegria, que festejou na avenida os seus 70 anos. A escola perdeu cinco pontos também por desfilar com menos integrantes na Ala das Baianas. Com o samba “O céu se abre para cantar, como é grande o meu amor por você!”, a agremiação destacou a própria história, lembrando os seus antigos carnavais, especialmente aqueles que lhe renderam títulos.

Acesso
No Grupo de Acesso, o primeiro lugar ficou com a Escola Enamorados do Samba, com 172,9 pontos e que em 2019 passará a integrar o grupo principal. A agremiação foi a primeira a entrar na avenida, estreando no carnaval curitibano como escola, após 20 anos participando como bloco carnavalesco. Com a proposta de ser uma escola ecológica, preocupada em transmitir a mensagem da preservação ambiental, utilizou em suas fantasias e alegorias apenas material reciclável. O tema da ecologia e do meio ambiente estava no enredo “Mais amor por um mundo melhor”.
“Dedico este importante reconhecimento à toda a nossa comunidade, aos  nossos amigos, às pessoas que realmente abraçaram essa causa e batalharam para juntos fazermos o nosso melhor”, afirmou Marlene Monte Carmelo, presidente da Enamorados.