Mineiros inventam bolsa-fogão

402

A primeira notícia do Minas Trend, cuja abertura festiva acaba de acontecer,  está logo no hall de entrada do Expominas, em Belo Horizonte. É a instalação de bolsas de Rogéri ao Lima, o criativo designer que deu ao mundo aos bolsas feitas com sacos de cimento. Agora, em parceria com Felipe Resende, designer de estamparias, entrega às mulheres, principalmente as que frequentam academias, a bolsa  com cabo para ligar na tomada e, voilà!, a comida está quente.

Rogério liga a bolsa na tomada

Essa espécie de fogão itinerante é única no mundo. Nasceu após dois anos de pesquisas técnicas e com cerca de mil mulheres em Minas, Rio e São Paulo.  Em 20 minutos a comida, que é acomodada em um recipiente de vidro, está quente e a bolsa desliga automaticamente. Além da travessa refratária, a bolsa acomoda um saquinho de gel, que é para manter a refeição refrigerada por seis horas.

Rogério e Felipe criaram a marca Voilà! com três modelos de bolsas: de nylon (540 reais), de linho (640) e de couro (740 reais). Eles garantem que cada bolsa pode ser ligada 16 mil vezes sem sofrer danificações.

O produto passa ser vendido a partir desta terça dia 17, apenas pelo e-commerce.  Quem quer sua própria comida, e quentinha,  após uma malhação antes de ir para o trabalho, anote: voilabag.com.br. (Na edição de quinta-feira, no jornal impresso e no site, darei mais detalhes da Voilà!)