Médico curitibano faz atualização em cirurgia torácica nos EUA

O presidente da Sociedade Paranaense de Cirurgia Torácica, Marcos Chesi, está acompanhando os serviços de cirurgia torácica do Providence Saint John’s Health Center, em Los Angeles (Califórnia, EUA), com o objetivo de se atualizar na área. Chesi, que é também responsável pelo serviço de cirurgia torácica do Hospital Vita BR e está em Los Angeles desde o início de junho, faz esse update até meados deste mês de julho.

O centro de saúde norte-americano é considerado centro de excelência nos serviços de tratamento e diagnóstico em câncer, coluna, ortopedia, neurocirurgia, saúde da mulher, programas cardíacos e especializados, dedicando-se a levar para a comunidade os avanços mais inovadores em tecnologia para a Medicina.

Esta não é a primeira vez que Marcos Chesi busca aprimoramento no exterior. Há dois anos ele fez o mesmo tipo de estudos em uma das principais referências em cirurgia torácica do mundo, o Toronto General Hospital, no Canadá. Chesi é especialista em cirurgia torácica e endoscopia respiratória e um dos responsáveis pela retaguarda da Cirurgia Torácica do Pronto-Atendimento do Hospital do Trabalhador.

O médico curitibano está acompanhando os serviços de cirurgia torácica com o diretor do hospital, Robert Mckenna, pioneiro na cirurgia de câncer do pulmão minimamente invasiva. Mackenna já orientou muitos especialistas da área de várias partes do mundo a realizar essa cirurgia. Ele é respeitado pela comunidade médica por suas contribuições clínicas de pesquisa e foi incluído na lista America’s Top Doctors for Cancer como um dos melhores especialistas em cirurgia torácica durante dez anos seguidos. É membro da Sociedade dos Cirurgiões Torácicos e da Associação Americana de Cirurgia Torácica; e atuou também como chefe clínico da cirurgia torácica geral no Centro Médico Cedars-Sinai.

Chesi acompanha ainda os trabalhos do especialista Osita Onugha, que pratica aspectos da cirurgia torácica, incluindo procedimentos para resolver condições benignas e malignas do pulmão, esôfago e mediastino. Ele está aprendendo sobre aplicações da impressão 3D na Medicina com Onugha. O especialista do Providence Saint John’s, que tem certificação pelo John Wayne Center Institute, usa técnicas minimamente invasivas que resultam em tempo de recuperação mais rápido e deixam menos cicatrizes nos pacientes. Ele tem uma vasta experiência no tratamento de condições cirúrgicas torácicas, usando a cirurgia com toracoscopia assistida por vídeo, cirurgia torácica assistida por robótica e abordagens laparoscópicas e broncoscópicas.

 

Leia Também: