Mais investimento nas clínicas odontológicas

212
Richa esteve na nova clínica odontológica da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), em Jacarezinho, no Norte Pioneiro
Foto: Jaelson Lucas/ANPr

De 2011 para cá, o Governo do Estado investiu R$ 19 milhões nas clínicas odontológicas das universidades estaduais do Paraná. Com os repasses, as instituições fizeram reformas e construções, adquiriram novos equipamentos e ampliaram o atendimento ofertado à população.

Nesta sexta-feira (12), o governador Beto Richa esteve na nova clínica odontológica da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), em Jacarezinho, no Norte Pioneiro. A unidade começa a funcionar no dia 5 de fevereiro com a chegada dos alunos do curso de Odontologia.

“Uma grandiosa obra. Estamos investindo mais de R$ 7 milhões em uma estrutura que atende a uma antiga reivindicação da região”, disse o governador. Richa também mencionou a construção, em Jacarezinho, de uma unidade do Centro de Especialidades do Paraná. O governo estadual destinará R$ 9 milhões para a obra.

“São investimentos intensos e vigorosos em Jacarezinho e em toda a região. Isso é resultado do equilíbrio das contas públicas e do bom planejamento que fizemos e que colocam o Paraná na contramão da crise financeira nacional”, afirmou Richa.

SONHO REALIZADO – A clínica da UENP tem uma estrutura de 3,7 mil metros quadrados, abriga o setor de laboratórios, consultórios e demais espaços destinados às aulas práticas do recém-criado curso de odontologia da instituição. Dois blocos já estão prontos e o terceiro deve estar concluído ainda em 2018.

“A construção da clínica odontológica é um sonho da região que se torna realidade”, definiu a reitora da UENP, Fátima Aparecida da Cruz Padoan. Ela explicou que a previsão é atender 420 pacientes por semana, com a capacidade de atendimento de 1.300 procedimentos odontológicos. “É um empreendimento que, embora esteja instalado em Jacarezinho, possibilitará o atendimento de toda essa região. Após a chegada dos alunos começaremos o planejamento e a seleção dos pacientes que serão atendidos”, disse ela.

OUTRAS CLÍNICAS – A estrutura da UENP funcionará nos moldes das que já existem nas universidades estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), do Oeste do Paraná (Unioeste) e de Ponta Grossa (UEPG).

Na UEL, o Estado investe R$ 8,3 milhões para a conclusão de um novo bloco. O local está praticamente pronto (99%). O processo de licitação dos equipamentos também já foi iniciado. A previsão é de que em poucos meses a estrutura esteja disponível a pacientes e aos acadêmicos. Em 2017, foram realizados cerca de 250 mil procedimentos odontológicos na atual clínica.

A estrutura da UEM vai receber, ainda no primeiro semestre, cerca de R$ 1 milhão do Governo do Estado, aporte que viabilizará a conclusão do complexo odontológico. O prédio terá três pavimentos e abrigará 64 consultórios, além de laboratórios de pesquisa, dois auditórios, área administrativa e salas para aulas e projetos. A previsão é ampliar em 20% o número de atendimentos ofertados à comunidade.

O Governo do Estado também investiu R$ 1 milhão na clínica odontológica da Unioeste. Os recursos foram usados para reforma do ambulatório e aquisição de equipamentos, custeio e capacitação de profissionais da área de saúde bucal. A estrutura da clínica possui equipamentos que possibilitam o atendimento de até 200 pessoas por dia.

Mais R$ 1 milhão foi para a unidade da UEPG. Metade do valor foi utilizado na reforma da clínica; R$ 300 mil no custeio (material de consumo); R$ 150 mil na aquisição de equipamentos e R$ 50 mil no desenvolvimento de cursos de educação permanente.