O recurso do ex-deputado Carli Filho teve o julgamento adiado mais uma vez

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná adiou, mais uma vez, o julgamento do recurso de apelação do caso do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho. Desta vez o adiamento foi pedido pelo assistente da acusação, advogado Elias Mattar Assad, que representa a família Yared. Os advogados de Carli entraram com recurso após a decisão do Tribunal do Júri, que condenou o ex-deputado a 9 anos e 4 meses de prisão por homicídio com dolo eventual, em fevereiro deste ano. Ele foi responsabilizado pelas mortes dos adolescentes Carlos Murilo de Almeida e Gilmar Rafael Yared, em uma colisão no trânsito, em 2009. Carli não deixará de ser culpado, o que se avalia é a pena, que a defesa quer reduzir e a acusação quer aumentar.