Equipes policiais de Roma encontraram 250 peças de um presépio napolitano dos anos 1700. As estatuetas, que representam pastores e animais, valem milhões de euros e foram recuperadas pelo “Comando Tutela do Patrimônio Cultural”, em uma investigação coordenada pelo Ministério Público de Isérnia e chamada de “Start Up”.

As peças tinham sido roubadas em 2006, na cidade de Nápoles. “É um dos achados mais importantes. Tudo começou com um furto de um cálice e de um relicário”, disse o procurador Paolo Albano.

Ansa