O Cruzeiro se tornou hexacampeão da Copa do Brasil – bi seguido – na noite desta quarta-feira, ao derrotar o Corinthians pelo placar de 2 a 1, em plena Arena do adversário, após já ter vencido por 1 a 0 no Mineirão. Todos os olhos ficaram em cima de Arrascaeta, herói do título com o gol que decretou o triunfo.

Destaque da partida, Arrascaeta teve que passar por uma mega operação feita pelo clube para chegar a tempo da partida, já que estava com a seleção do Uruguai, no amistoso frente ao Japão realizado na véspera da decisão, em Saitama. Ele revelou que ficou muito próximo de perder o voo em Tóquio.

“Uma satisfação muito grande poder conquistar pela segunda vez esse título. Teve muito sacrifício. Por muito pouco não perdi o voo, fui o último passageiro a entrar no avião, mas acabou dando tudo certo e estou muito feliz e realizado”, comentou o uruguaio Foram 24 horas de voo, passando por Dubai e depois para o Brasil. Ele chegou em São Paulo somente às 16 horas desta quarta

Durante a comemoração, o zagueiro Léo afirmou que o elenco marcou história no clube. “Nunca um time tinha sido bicampeão da Copa do Brasil de forma consecutiva e agora o Cruzeiro foi. A alegria é imensa de participar desse momento. É muito emocionante. Ser campeão novamente com a camisa do Cruzeiro é fruto de muita dedicação e trabalho”, afirmou o defensor.

Para o goleiro Fábio, que completou 799 jogos com a camisa celeste, o time “teve méritos nesta conquista, porque mostrou um bom futebol e superou seus adversários”. O meia Thiago Neves se mostrou emocionado e chorou, mas se sentiu recompensado pelo esforço de quem é chamado de veterano. “A gente passa dos 30 anos e todo mundo fica querendo saber quando a gente vai parar. Por isso, quero aproveitar este momento especial e comemorar muito. Nosso time é cascudo, maduro e soube buscar este título”

Com este título, o Cruzeiro se tornou o maior campeão da Copa do Brasil, com seis conquistas, ultrapassando o Grêmio, com cinco. Além da taça, o time celeste ganhou a premiação milionária de R$ 50 milhões e se garantiu na fase de grupos da Copa Libertadores da América em 2019.