Governo do Estado avalia resultados do programa Família Paranaense

A Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social começou a avaliação sobre o impacto do programa Família Paranaense nas condições de vida das famílias em situação de alta vulnerabilidade social. Desde janeiro deste ano, pesquisadores estão visitando 72 municípios do Estado, com a meta de entrevistar cerca de 6,3 mil famílias.
A coordenadora do programa, Letícia Reis, explica que esta avaliação busca medir a qualidade e a efetividade do Família Paranaense, e, assim, melhorar as ações do Governo do Estado no atendimento às famílias.
“Um programa social desta importância precisa ser constantemente avaliado, o que possibilita seu aperfeiçoamento contínuo”, diz a coordenadora. Segundo ela, os resultados da pesquisa servirão para análise das políticas públicas que estão sendo executadas no âmbito do Programa Família Paranaense.
O processo será coordenado pela Secretaria da Família, em parceria com o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). A pesquisa de campo será feita pelas equipes da Zoom Pesquisas, empresa especializada contratada.
Letícia esclarece que as respostas das entrevistas são sigilosas e não implicam em qualquer tipo de fiscalização ou controle sobre recebimentos de benefícios.
“É um trabalho importante, que vai melhorar o atendimento às famílias. Por isso, contamos com o apoio dos municípios e das famílias selecionadas para responderem a pesquisa, sem constrangimentos, cientes de que suas respostas ajudarão a melhorar as ações ofertadas”, acrescenta.

PROGRAMA – Coordenado pela Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, o programa está presente em todos os municípios do Estado, por uma ou mais de suas modalidades. Envolve ações integradas de 19 secretarias e órgãos estaduais, que, em parceria com as prefeituras, articulam políticas públicas para o desenvolvimento, o protagonismo e a promoção social das famílias em situação de vulnerabilidade social.

Desde 2012, já atendeu aproximadamente 36 mil famílias com acompanhamento familiar sistemático. Neste período, o Governo do Paraná investiu R$ 122,4 milhões em ações do programa, incluindo a transferência de renda.

Leia Também: