Faruk El Khatib. Foto: Lucas Lopes

O empresário Faruk El Kathib, publisher da histórica Grafipar, lança seu primeiro livro: De Porta em Porta a Nova York (Editora Senac São Paulo), na terça dia 4, nas Livrarias Curitiba do Parkshopping Barigüi, às 18h30. Nas páginas, narradas na primeira pessoa, as façanhas do autor: Passarola (a primeira revista de bordo no Brasil), Correio de Notícias, Penthouse tupiniquim, o primeiro banco virtual para brasileiros que moravam no Japão, sociedade com Mauricio de Sousa e com Pelé, etc.
De Porta em Porta a Nova York inaugura a coleção Caminhos, Histórias e Legados, que vai contar histórias dos autores, evidenciando as aventuras e os problemas enfrentados durante a trajetória profissional e pessoal.
E Faruk narra os altos e baixos de sua vida e carreira. Nascido paulista, morou em Beirute, no Líbano, contando sempre com a participação e influência da família em sua caminhada no mercado editorial. Começou a trabalhar ao lado do pai Said El-Khatib na Garantia Cultural, distribuidora que vendia livros de porta em porta.
Em 1975, criou a Passarola para a Varig, editou HQs, revistas e livros pela Grafipar, fundada com o pai e irmão. Em 1982, obteve em Nova York os direitos para editar a Penthouse no Brasil. Com Maurício de Sousa, fundou a Editora Fama (a sociedade durou um ano), e foi empresário de Edson Arantes do Nascimento, em 1987, quando criou o Pelé Tournemant, projeto que vendia pacotes turísticos para meninos americanos vir jogar bola com times brasileiros.
Faruk, que hoje edita um programa de educação no trânsito (Se Essa Rua Fosse Minha), afirma sobre sucessos e fracassos: “Eu sairia do céu ao inferno com a maior tranquilidade do mundo e voltaria para escalar o céu outra vez”.