Exercícios são excelentes aliados na prevenção e combate ao câncer

22

No mês de novembro, a campanha internacional Novembro Azul chama atenção para a prevenção ao câncer de próstata. Segundo dados do Ministério da Saúde, 14.484 homens morreram em decorrência da doença no país em 2015. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os brasileiros, e os exercícios físicos podem ser grandes aliados na prevenção e no enfrentamento à doença.

Preventivamente, a prática combate o sedentarismo e a obesidade, que contribuem para a formação de radicais livres, que estão relacionados a enfermidades como câncer, Mal de Parkison e Alzheimer, modificação das atividades de enzimas carcinogênicas, dentre outros. Ele influência diretamente no estimulo das células NK (uma defesa do nosso organismo à células tumorais e infecções virais), auxilia no aumento da densidade óssea e melhora do sistema imunológico, dentre diversos outros benefícios.

Após feito o diagnóstico de câncer é recomendado consultar com o médico responsável se é possível ou não realizar uma modalidade física, pois cada caso é um caso diferente. De acordo com Carlos Zanello, professor de musculação da rede de academia Bodytech, do Shopping Crystal, se a resposta for positiva, pode-se escolher qualquer atividade física: “O educador físico fará os ajustes necessários na rotina de exercícios, entre eles o tipo, intensidade e o volume. Tendo o cuidado de observar nos alunos os sinais de anemia, imunidade baixa, alterações do equilíbrio, fadiga muscular e cardiorrespiratória precoce”.

Durante o programa de exercícios é necessário desenvolver um trabalho multidisciplinar, entre médico e o educador físico, para que os resultados sejam cada vez melhores, e para isso é preciso seguir algumas recomendações. Carlos afirma também que, uma forma segura e eficiente seria seguir as recomendações da ACSM (Colégio Americano de Medicina Esportiva), principal entidade na publicação de artigos científicos em pacientes sobreviventes de CA, que indica a prática de exercícios com intensidade moderada 64 – 76% da frequência cardíaca máxima (FCMAX) de 150 minutos por semana ou exercícios vigorosos 77 – 95 % FCMAX de 75 minutos por semana.

O professor atua também na avaliação física da unidade Bodytech e no programa Care, voltado para pessoas com alguma condição especial, sejam elas idosas, gestantes ou com alguma patologia como diabetes, pressão alta, que têm necessidade de um cuidado especial durante os exercícios. Nele, é elaborado um treino adequado e, principalmente, específico para a condição do cliente. “Pesquisas científicas sugerem que o exercício físico é seguro e deve ser realizado como um auxílio ao tratamento do câncer. Os benefícios para o organismo são a melhora da auto estima, diminuição da sensação de fadiga e ansiedade, além de ajudar a manter o equilíbrio dos níveis hormonais e melhorar a composição corporal, tanto da gordura, músculos e dos ossos também”, afirma.