Fotos de  João Caldas Filho

A poética obra de Vinicius de Moraes, capítulo de grande momento da música brasileira, está no musical É Melhor Ser Alegre Que Ser Triste, que Jane Duboc, Verônica Ferriani (substituindo Célia) e Juan Alba trazem a Curitiba neste fim de semana, sendo que, no sábado, haverá apresentação em libras e um bate-papo ao final do espetáculo.

As vozes ganham companhia de Robertinho Carvalho/baixo, Jorge Ervolini/violão, Giba Favery/bateria e direção musical do maestro Ogair Júnior ao piano e acordeom. As músicas apresentam novos arranjos e interpretações.

O espetáculo, que faz também uma homenagem especial aos 60 anos de Bossa Nova, foi idealizado por Fernando Cardoso e roteirizado por ele e pela jornalista Ciça Correa. Ele também é o criador de Palavra de Mulher, inspirado em Chico Buarque, indicado ao Prêmio Bibi Ferreira como melhor musical brasileiro, em 2014.

Em cena, agora, três gerações diferentes de artistas. Jane Duboc é uma das maiores cantoras, com notável extensão vocal e com trânsito internacional. Verônica Ferriani, também compositora, é da nova geração. O ator Juan Alba, conhecido por seu trabalho em novelas e minisséries, conquistou visibilidade no teatro musical, tendo participado de New York New York, por exemplo.

Vinicius de Moraes, carioca de 1913, foi também diplomata,  aposentado compulsoriamente pelo Itamaraty em tempos de ditadura.

O show tem incentivo da Caixa, que, nos últimos cinco anos, destinou mais de 385 milhões de reais em cultura nos últimos cinco anos.

Imperdível: Caixa Cultural (Rua Conselheiro Laurindo, 280),  nesta sexta dia 23 e no sábado às 20h e domingo às 19h. No sábado haverá apresentação em libras e bate-papo com a plateia. Ingressos a 30 e 15 reais. Fone  2118-5111. Não recomendados para menores de 10 anos.