A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou o Projeto de Lei 4280/12, do deputado Giovani Cherini (PDT-RS), que declara o padre Theodor Amstad “Patrono do Cooperativismo Brasileiro”.

Considerado o introdutor do cooperativismo no Brasil, o suíço de origem germânica chegou ao Brasil em 1885 e prestou assistência econômica, social e cultural, como padre, a colonos agrícolas de origem germânica na então Província do Rio Grande do Sul.

O texto segue agora para o Senado, a não ser que haja recurso para ser analisado pelo Plenário da Câmara.

O parecer do relator, Osmar Serraglio (MDB-PR), apresentou parecer favorável à juridicidade e à técnica legislativa da proposição, manifestando-se pela constitucionalidade, juridicidade e boa técnica legislativa.

 

Fonte: www2.camara.leg.br