Avião cai próximo a Moscou, na Rússia, e mata 71 pessoas

361

O governo russo confirmou, na tarde deste domingo (11), a morte das 71 pessoas que estavam a bordo do avião bimotor AN-148, pertencente às Linhas Aéreas de Saratov. A aeronave decolou neste domingo de Moscou com 65 passageiros e seis membros de tripulação a bordo. O avião caído foi encontrado em um campo na região de Ramenskoe, perto de Moscou.

“Estamos verificando a informação de testemunhas sobre a queda de um avião na área de Ramenskoe”, disse um porta-voz do serviço de emergência da região de Moscou.

O avião desapareceu dos radares dois minutos depois da decolagem do aeroporto de Domodedovo.

Mais cedo, a agência de notícias Interfax havia informado, citando fontes russas, que “não há nenhuma chance” de encontrar sobreviventes. Os destroços foram localizados perto da localidade de Argunovo, a 80 km ao sul da capital russa.

As autoridades trabalham com “diversas hipóteses” para o acidente, como más condições meteorológicas, erro humano ou falha técnica. Testemunhas de Argunovo viram o avião em chamas antes de atingir o chão.

O ministro dos Transportes já realizou conversações com o ministro para Situações de Emergência e com os líderes da região de Moscou e da Agência Federal dos Transportes Aéreos e partiu para o local do suposto acidente.

Segundo os dados preliminares, o avião com destino a Orsk saiu de Domodedovo às 11:21 GMT (09:21 horário de Brasília). Sua chegada ao aeroporto de destino estava programada para 13:35 GMT (11:35 horário de Brasília).

Das agências ANSA e Sputnik