Avançam as obras de duplicação da Rodovia do Café

227
Visita técnica Obras da BR-376 

O secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, vistoriou nesta segunda-feira (11) obras de duplicação em vários trechos da BR-376, nos Campos Gerais. Também conhecida como Rodovia do Café, é um dos mais representativos corredores rodoviários de exportação para o agronegócio do país. Serão duplicados 231 quilômetros entre Ponta Grossa e Apucarana, com investimento total de R$ 1 bilhão.

“É gratificante verificar pessoalmente a mudança que essa obra, a maior do Paraná em infraestrutura, está causando e seus impactos positivos em todos os pontos que passei”, afirmou Richa Filho.

Inicialmente, o secretário esteve em Ortigueira, onde inaugurou os acessos ao município, que tem 23 mil habitantes e vem atraindo novos empreendimentos, frutos dos investimentos em infraestrutura.

A cidade foi escolhida pela Klabin para instalação de sua nova fábrica de celulose. Junto com a prefeita Lourdes Banach, o secretário autorizou a construção de uma marginal à rodovia, que vai garantir maior segurança à população.

Richa Filho também vistoriou a construção de um viaduto em Imbaú que vai otimizar o tráfego pesado de caminhões. O prefeito da cidade, Lauir de Oliveira, ressaltou que em mais de 20 anos na política municipal nunca presenciou um investimento desse porte.

“Graças à atenção do Governo do Estado teremos um viaduto nesse trecho da rodovia que dá acesso à nossa cidade. É impressionante o número de acidentes que ocorre em Imbaú e que agora será reduzido, salvando vidas”, destacou.

O secretário verificou ainda as obras da BR-376 na altura do distrito de Alto Amparo, em Tibagi. O prefeito do município, Rildo Leonardi, explicou que a duplicação da pista liga dois distritos importantes da região – São Bento e Amparo, distantes cerca de um quilômetro. De acordo com ele, a obra vai facilitar o acesso da população a escolas municipais, postos de saúde e outros serviços.

A duplicação da Rodovia do Café é a maior obra rodoviária em andamento no Paraná, resultado da parceria entre o Estado e a concessionária Rodonorte. São 231 quilômetros entre Ponta Grossa e Apucarana, com investimento total de R$ 1 bilhão e vários trechos em obras simultaneamente. Além de Apucarana e Califórnia, os trabalhos de duplicação também estão em execução nos municípios de Imbaú e Tibagi e, ainda, no distrito de Alto do Amparo.

As obras de duplicação da rodovia vão beneficiar diretamente cerca de 500 mil moradores de oito municípios da região dos Campos Gerais e do Norte do Paraná.

A duplicação vai beneficiar não somente a agricultura do Paraná, como também outros estados produtores de grãos como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, que utilizam a rodovia para chegar até o Porto de Paranaguá.