Saguão do Novotel Curitiba Batel: integração de serviços. Foto: Naideron Jr.

Na inauguração oficial do Novotel Curitiba Batel (r. Dr. Pedrosa, 288, Centro), o hotel número 300 da rede Accor no Brasil, na noite de 9/10, o CEO da AccorHotels América do Sul, Patrick Mendes, anunciou a estreia no Brasil de uma nova marca de luxo da empresa francesa – a Fairmont, que abre suas portas em Copacabana, Rio de Janeiro, em 2019.

Também está chegando a JO&JOE, com o conceito de hospedagem e lazer, também no Rio, no largo do Boticário. Mendes qualificou o mercado brasileiro como “cheio de riquezas e potencial”. E o de Curitiba como “muito importante para a Accor”.

O Novotel Curitiba Batel operava em regime de soft opening (abertura gradual) desde o final de agosto, com seus 174 apartamentos e demais serviços distribuídos em 14 andares. São três categorias de hospedagem, todas com isolamento acústico: Superior, Executivo (com máquinas de café Nespresso, roupão e chinelos para uso no local e flores naturais) e Suítes (com sala de estar, lavabo e divisória para o quarto). E todos com cofre, minibar, secador de cabelo, ar condicionado, TV 49” e travesseiros diferenciados. Diárias com café da manhã a partir de R$ 304. O gerente geral é Miller Bairros.

A Accor, que chegou ao Brasil há pouco mais de 40 anos, com a inauguração do Novotel Morumbi, em São Paulo, foca na ampliação de sua presença na América do Sul, hoje com 510 hotéis em operação e pipeline (segmentação de atividades), e pretende chegar em 2022 a 650 unidades.

No Brasil, a AccorHotels tem no segmento econômico as bandeiras ibis, 124 hotéis; ibis Styles, 33; e ibis budget, 42; no midscale, tem o Novotel, 23 unidades; Mercure, 52; e Adágio Apartotel, nove.

Já o portfólio da categoria luxo e upscale é formado por Grand Mercure, com oito hotéis; Pullman, três; MGallery, dois; e Sofitel, também dois; além de dois Mama Shelter, qualificados como “refúgio urbano moderno, popular, divertido e caloroso”.

Para a concretização de seus projetos, a AccorHotels conta, no Brasil, e já há 30 anos, com a parceria da Atrio Hotel Management, a quarta maior operadora do Brasil, somando 54 empreendimentos conjuntos, como destacou Beto Caputo, CEO da empresa, na entrevista coletiva que antecedeu à inauguração. “Crescemos junto com a Accor”.

Olivier Hick, vice-presidente executivo de operações Midscale & Econômico AccorHotels Brasil, destacou que grande parte da expansão da empresa no Brasil deve-se ao crescimento das marcas dos segmentos midscale e econômico, que deverão continuar a abrir hotéis nos próximos anos: “Os hotéis das marcas ibis estão nos principais endereços do Brasil e nas cidades de pequeno e médio portes, tornando-se referência de uma hotelaria econômica de excelente qualidade, com espaços confortáveis e contemporâneos. E os nossos hotéis midscale estão no dia a dia do brasileiro desde que abrimos a primeira unidade no país. Agora, com a chegada do Novotel Curitiba Batel, reforçamos a característica de estar presente nas grandes metrópoles brasileiras e oferecer opções de conforto para famílias ou clientes corporativos”.

Depois de acentuar que cada hotel novo da Accor insere-se no conceito de hotelaria conectada e tem sua personalidade própria em termos de design, decoração e serviços –  a padronização está na qualidade, segurança, sustentabilidade e acústica –, Patrick Mendes falou sobre o segmento gastronômico, que hoje responde por 30% da receita dos hotéis. “Quando abrimos um hotel, abrimos também um restaurante, com operação totalmente separada”.

Na América do Sul, a Accor administra 220 restaurantes e bares. No Novotel Curitiba Batel – um dos 22 da marca no Brasil, aos quais se somarão em breve outros cinco – o restaurante chama-se QCeviche, com cardápio onde a culinária peruana predomina, mas que oferece também pratos internacionais. É integrado ao bar e à recepção e aberto ao público em geral 24 horas ao dia. E ali trabalham garçons de seis nacionalidades.