Mussa, diretor Clínico da Align Technology, o diretor da Editora Plena, José Antonio Martins; a palestrante espanhola, Cristina Viyuela e Janete Moreira Martins, diretora da Editora Plena. Fotos: Marcos Ramos

O 2º Meeting Ortho Science, em Curitiba, reuniu mais de 300 especialistas do setor de ortodontia entre a última sexta (23) e sábado (24) em Curitiba, na Associação Médica do Paraná (AMP). Com participação de nomes de toda a América Latina, o evento teve como foco os aparelhos odontológicos customizados: um fenômeno nos EUA e já realidade entre os profissionais brasileiros como a tecnologia mais moderna para correção e alinhamento dos dentes. O evento contou com 10 palestrantes, que abordaram diversas características desta tecnologia, inclusive o processo de “uberização” que já foi iniciado nos EUA e que tende a balançar o mercado ortodôntico. “O meeting tem o papel de trazer as maiores empresas e tecnologias, destacando as tendências do mercado odontológico”, explica o diretor da Editora Plena, José Antônio Martins.
Os alinhadores transparentes feitos por meio desse sistema são construídos em terceira dimensão, assegurando a precisão de cada um dos moldes elaborados para o tratamento. O evento contou com 10 palestrantes, todos voltados a trazer diferentes pontos de vista e perspectivas na popularização dessa tecnologia em território brasileiro. Entre eles, a espanhola Cristina Viyuela detalhou os principais benefícios do tratamento, assim como a mecânica de personalização do produto para os profissionais de ortodontia tratarem seus pacientes.

Renato Mussa, diretor Clínico da Align Technology, o diretor da Editora Plena, José Antonio Martins, a palestrante espanhola, Cristina Viyuela e Janete Moreira Martins, diretora da Editora Plena

“É a última palavra em tecnologia no meio odontológico”, diz o Dr. Mauricio Accorsi, coordenador científico do evento e um dos precursores da tecnologia no país. “O evento serviu, também, como uma de comunicar o futuro da profissão: o profissional precisa compreender as mudanças que o cercam e de que forma conectar sua especialização a isso”.